Blog da Qualidade Eficaz

Por que Gestão da Qualidade é investimento e não um custo?

qualidade

Você já deve ter escutado que a Gestão da Qualidade é um custo para a empresa, certo?

Frases do tipo “lá vem a qualidade achar defeito”, “só cuidam de papel, produzir que é bom… nada” ou após finalizar uma reunião da qualidade ouvir um “agora vamos trabalhar” são consideradas quase rotinas em algumas empresas… infelizmente!!

Em muitos desses casos é necessário uma mudança cultural dentro da empresa, de forma a repassar a todos os colaboradores os reais benefícios da Gestão da Qualidade e transformar o tipo de visão quantitativa (focada em quantidade de produção/serviço) para qualitativa (focada em qualidade de produção/serviço), agregando valor a esses processos.

Mas afinal… como podemos enxergar a área da qualidade como um investimento?

Dentre as várias formas de geração de valor e retorno financeiro que a Gestão da Qualidade pode trazer para a organização, confira abaixo as que destacamos como as principais:

Sustentabilidade da empresa

Vários são os fatores responsáveis pela Por que Gestão da Qualidade é investimento e não um custo?sustentabilidade da organização e entre eles está o atingimento dos objetivos das estratégicas dos negócios. Para monitorar esses objetivos é fundamental que existam indicadores de desempenho de todos os processos envolvidos pertinentes, bem como a realização de tratativas eficazes em caso de não atingimento das metas.

A gestão da qualidade atua diretamente no mapeamento desses processos, identificando além dos fluxos de trabalho as métricas a serem utilizadas para o monitoramento eficaz, bem como na contribuição para a definição de responsabilidades e autoridades para esses processos.

Padronização e controle dos processos

Além de documentar as informações de cada rotina de trabalho a padronização e controle dos processos garante que as rotinas ocorram de maneira uniforme e eficaz, evitando o desperdício de recursos (tempo, mão de obra, matéria prima, entre outros).

Com isso, a organização pode assegurar que não ocorram:

  • Gastos que excedem o custo planejado para os produtos e serviços (reprocessos, retrabalhos, indenizações de produtos com 2ª qualidade, entre outros);Por que Gestão da Qualidade é investimento e não um custo?
  •      Ociosidades de mão de obra ou horas extras desnecessárias;
  •       Atrasos nas entregas de produtos ou na prestação de serviços;
  •       Execução das melhorias de forma unificada.

Certificação da qualidade como diferencial competitivo

A obtenção da certificação ISO 9001 é mais um item aponta a Gestão da Qualidade como investimento. Com ela a organização demonstra Por que Gestão da Qualidade é investimento e não um custo?
que está apta para fornecedor seus produtos com qualidade e que promove a satisfação do cliente.

Em alguns segmentos, como o automotivo, essa norma é praticamente obrigatória, influenciando diretamente na contratação ou não para o fornecimento de produtos e serviços.

Todos esses motivos geram desenvolvimento e lucro para a empresa, pois trazem fortalecimento para a organização. Entretanto, é essencial que a Gestão da Qualidade tenha continuidade dentro da empresa e que se integre com a gestão de todos os processos de forma unificada.

Confira o guia para Cálculos dos Custos da Não Qualidade que separamos para você :

Clique aqui para baixar!

2 Comments

  1. Joelbert Junqueira

    No momento atual se deparamos com constantes inversões de valores com respeito a sistema da qualidade e sem duvidas o que causa maior constrangimento ao profissional que dedica anos de sua vida em aprendizado e desenvolvimento profissional e pessoal e sem duvidas o fato das organizações acharem que a qualidade e custo e não desenvolverem os conceitos e metodologias que esses profissionais podem agregar aos processos e produtos, os tornando competitivos e otimizados, pois qualidade, produtividade e lucros só se conquista com trabalho e dedicação a curto, médio e longo prazo é ai está a diferença das organizações diferenciadas, que aposta em planejamento, em objetivos, metas e desdobramento dessas diretrizes estabelecidas…

    Joelbert Junqueira
    Especialista em qualidade e produtividade

    1. Gabriela Maria

      Olá Joelbert, tudo bem?

      Realmente essa dificuldade é uma tarefa extra enfrentada pelos profissionais da Qualidade.
      Espero que esse texto possa contribuir de alguma forma para a mudança dessa percepção… 😀

      Muito obrigada pelo seu comentário!!

      Abraços,

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *